Evite problemas! Saiba tudo sobre a nova Lei dos Alergênicos para embalagens

Não é de hoje que todos os rótulos de produtos devem conter ingredientes, tabela nutricional, entre outras informações ao consumidor final. Além disso, todos os alimentos que possuem algum traço de alergênico, também devem ser informados. Dentre as várias normas exigidas, uma das mais importantes é a dos alergênicos, já ouviu falar dela?
Continue lendo…

O que o futuro reserva para o Design de Embalagens?

Todo mundo sabe que o Design de Embalagens é primordial, mas que segue sem alcançar todo o potencial que poderia ter, principalmente no Brasil. Muitas empresas ainda optam pelo preço extremamente baixo ou pela comodidade de definir seu design na mesma gráfica que a imprime, ignorando sua importância.

Em território nacional, a exigência do público por embalagens mais inteligentes e visualmente atrativas está em alta, principalmente nas regiões metropolitanas. Essa mudança do consumidor dá ampla vantagem a quem observa a importância que uma boa embalagem tem: agrega valor para a marca, facilita a vida do consumidor, vende os valores da empresa e conquista compradores no ponto de venda.

Fora do Brasil a discussão é sobre os próximos anos do mercado, que deve se tornar ainda mais importante e complexo.

Em 2012, a DuPont realizou um estudo em parceria com a revista Packaging World intitulado Survey of Future Packaging Trends. Nele, buscou-se o ponto de vista de profissionais da área que atuam nos Estados Unidos e Europa, tentando traçar um panorama do atual mercado e das perspectivas para os próximos 10 anos.

Os resultados indicaram que o item com maior impacto sobre a decisão de como serão as embalagens ainda é o custo, em cerca de 60% dos casos. Em 10 anos, essa preocupação atingirá apenas 33% da decisão, enquanto o item sustentabilidade subirá de 26% para 50%.

82% acham que novas legislações poderão impactar na criação de embalagens nesse período e 81% acreditam que elas se tornarão ainda mais importantes para o sucesso de um produto. Embalagens versáteis e flexíveis são o caminho para 65% dos profissionais.

Alguns itens poderão ser um grande diferencial no período que está por vir e devem influenciar o pensamento do designer que está por trás do projeto.

Interatividade

Seguindo a caminhada da humanidade por inovação, o mercado das embalagens não poderia deixar de fora novas possibilidades de interação com o público.

Hoje, o custo para se fazer grandes modificações ainda é alto, mas pequenas ideias podem acrescentar valor e ganhar a simpatia do público.

Um bom exemplo é o já conhecido QR Code. Sua presença em embalagens aumenta a experiência do consumidor e pode passar informações que vão desde os ingredientes até modos de usar o produto e receitas. Essa tecnologia aumenta o engajamento das pessoas com as marcas e é um efetivo influenciador de decisões.

Sustentabilidade

Com o passar do tempo, o conhecimento sobre meio ambiente e ecologia está crescendo, principalmente nas metrópoles, e isso se reflete nos hábitos de compra.

A mesma pesquisa, Survey of Future Packaging Trends, diz que hoje em dia o item mais valorizado, para 81% dos profissionais, é a conveniência e facilidade que uma embalagem traz. Mas esse número tende a mudar e as expectativas são de que em 10 anos o item mais importante seja a percepção ecológica que a embalagem passa. 45% dos profissionais apostam nisso. A capacidade de reciclagem e a possibilidade de reuso delas também foram itens considerados importantes.

Minimalismo Prático

Em conjunto com os valores verdes das embalagens, o minimalismo amplia a visão de economia, simplicidade e conveniência. Cada vez mais o “menos é mais” atinge o consumidor médio.

E não apenas o design dos rótulos é afetado por essa visão. Frascos cada vez menores, mais práticos e com menor quantidade de materiais que danificam o meio ambiente são a tendência e andam em paralelo com mudanças sociais de nossos tempos.

Para o novo perfil urbano dos jovens adultos, são necessárias embalagens mais fáceis de carregar e armazenar, para moradias cada vez mais compactas e hábitos que buscam mais praticidade. Embalagens com porções individuais estão em alta.

O que se pode dizer é que o design de embalagem continua com alta demanda, mas exige cada vez mais originalidade, praticidade e exclusividade, que resultem em melhor performance de vendas. O mercado e os empresários brasileiros devem ficar mais atentos ao trabalho dos designers gráficos, para conquistar o diferencial no ponto de venda.

Fonte: Luiz Felipe Di Lorenzo