Como construir uma audiência e crescer sua empresa

Marketing de conteúdo é uma das melhores maneira de engajar e educar o seu público-alvo e crescer a sua rede de clientes e potenciais clientes e tudo isso através da criação de conteúdo relevante e valioso, atraindo, envolvendo e gerando valor para as pessoas de modo a criar uma percepção positiva da sua marca e assim gerar mais vendas.

Se a sua empresa tem histórias para contar e quer compartilhar suas experiências com os seus clientes, influenciadores e tornar-se referência em seu segmento, invista em conteúdo.

Principais objetivos do marketing de conteúdo

  • Reconhecimento de marca
  • Geração de leads*
  • Retenção de clientes
  • Auxiliar o time comercial

*Lead é o contato qualificado de uma pessoa (ou empresa) que demonstra através de algum meio que está interessada em algum produto/serviço. Você paga diretamente pelos potenciais clientes que vai receber.

As formas mais comuns de Marketing de Conteúdo

  • Blog
  • Redes sociais
  • Materiais ricos
  • É muito importante entender o seu cliente, saber os assuntos pelos quais ele se interessa, seus problemas e saber exatamente como você pode ajudá-lo. E a Zoom Mais ampliou a sua equipe e estrutura para poder lhe oferecer as melhores soluções em marketing de conteúdo.

    Produzimos conteúdo, educamos o seus clientes, ajudamos a suprir suas necessidades informacionais e de lazer para que ele confie em você e sua marca. Promovemos seu conteúdo, encontramos onde os seus clientes estão e levamos as informações até eles, através de Blog Corporativo, Redes Sociais, E-mail marketing entre outros. Assim juntos criamos autoridade de sua marca nas redes.

    Novas Gerações de olho em empresas sustentáveis

    Para começar nosso papo sobre a Sustentabilidade nas organizações e de como o consumidor ao longo dos anos foi desenvolvendo uma visão mais crítica sobre o assunto, vamos acertar o que não define que uma empresa é Sustentável. Esqueça as propagandas verdes, o desenho de folhas e a reciclagem do lixo.

    Sustentabilidade é bem mais complexo, está para além do dito e escrito, está nas atitudes diárias, de como as organizações desenvolvem seus processos, garantindo o retorno mútuo para a empresa, a sociedade e as pessoas.

    gera1

    Geração X (1960 a 1980)

    Uma geração altamente empreendedora e cética, chegou ao mercado de trabalho consideravelmente desconfiada em relação às organizações.

    Juntamente com a atitude egocêntrica desta geração, fez com que assuntos ambientais e a Sustentabilidade fossem pouco disseminados nas empresas e tampouco cobrados pelos consumidores.

    Propagandas sobre um mundo melhor e preocupações com o próximo não eram argumentos de venda, talvez por isso, nesta geração, a Sustentabilidade não tivesse chegado à gestão da empresa, era vista como mais um gasto.

    Mas aqui começou o aprendizado sobre o tema e a transferência de conteúdos para as crianças e jovens da geração Y nas escolas e universidades.

    Geração Y (1980 – 1991)

    Esta recebeu na escola informações sobre o mundo, globalização e tudo mais. Influenciada pela tecnologia, internet, assim como pela velocidade da transmissão de informação, aprendeu a ser autodidatas e buscam na internet respostas para as coisas.

    Por isso interiorizou conceitos de aproveitamento do tempo, colaboração, democracia, diálogo com o público e preocupações ambientais.

    Já escolhe produtos menos poluentes, pensa alternativas para economizar energia, na política é cético quanto aos partidos, inquieta e questionada, e as redes sociais são fortes aliadas para os jovens dessa geração. Como vimos nas manifestações que ocorreram no país durante a Copa das Confederações.

    Geração Z

    Os jovens desta geração, também conhecidos como Millennials (nascidos a partir do ano 2000), e da Y, cresceram escutando as discussões na mídia sobre impactos ambientais e conceitos de Sustentabilidade. Por isso, para eles o tema está mais suscetível ao engajamento do que para as outras gerações.

    Embora ainda não tenha chegado ao mercado de trabalho, são imersos na tecnologia, crescem conectados à internet, chats, celular, e isso faz com que sejam imediatistas, discutam na escola e em casa.

    Desde os anos iniciais, questões como consumo consciente, aproveitamento do tempo, separação de resíduos, meio ambiente, enfim, sobre diferentes temas ligados à Sustentabilidade.

    O que Y e Z esperam das organizações?

    Inquietos, informados e questionadores, eles não acreditam mais em ‘rótulos verdes sem conteúdo coerente’. Cobram que a Sustentabilidade esteja no cerne, na gestão da empresa e não apenas nas estratégias de comunicação e publicidade.

    O consumidor irá exigir cada vez mais que a Sustentabilidade faça parte dos processos, que a empresa esteja alinhada entre suas ações e a minimização de impactos, com a matriz da materialidade sendo uma análise norteadora.